Abime
Projetos

São Bernardo apresenta aprendizagem criativa em congresso na USP

via Prefeitura de São Bernardo do Campo

As boas práticas na área de aprendizagem criativa em São Bernardo foram apresentadas nesta quinta-feira (21/03) durante o Terceiro Festival de Invenção e Criatividade (FIC) realizado na Universidade de São Paulo (USP).

A secretária de Educação, Silvia Donnini, foi convidada pela organização do evento e realizou palestra sobre os programas desenvolvidos na rede municipal.

O painel foi estruturado para discutir a adoção da aprendizagem criativa em escolas. Durante o evento foram apresentados casos de escolas públicas e privadas, em meio a uma discussão sobre as oportunidades e desafios relacionados a implementação destas práticas. O FIC São Paulo é organizado conjuntamente pelo CITI (USP), Lifelong Kindergarten (MIT Media Lab), Fundação Lemann e Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa.

Na visão da secretária, a principal qualidade do trabalho implementado em São Bernardo reside na aplicação de “A importância em colocar a aprendizagem como foco, de modo que essa seja significativa, criativa, crítica e construtiva se justifica tanto pelas mudanças na sociedade e no perfil de aluno, quanto pelas modificações apontadas nos referenciais educacionais”, destacou.

Silvia Donnini apontou ainda que a implantação do programa contou com investimento estrutural, formativo, de recursos e acompanhamento. “O reconhecimento, a valorização e o investimento no percurso formativo dos profissionais da rede também devem ser destacados”, complementou a profissional.

A abordagem educacional de São Bernardo ganhou, a partir de 2019, investimento descentralizado para aquisição de materiais para instituição da “Educação Maker” como kits de robótica, lego, placas de arduíno, entre outros.

As unidades escolares também podem utilizar a partir de 10% dos recursos da APM (Associação de Pais e Mestres) para investir na iniciativa. Além disso, oito escolas municipais – escolhidas como polo em Aprendizagem Criativa – espalhadas em diferentes bairros receberão um aporte de mais R$ 20 mil reais para compra de materiais mais robustos, como uma impressora 3D. O investimento total é de R$ 1,8 milhão.

ATIVIDADES – Neste ano, o município participou da FabLearn 2019, realizada em Nova Iorque, nos Estados Unidos. Na ocasião foi apresentado o trabalho “Formação docente e formação da rede autossustentável como estratégia para um ensino e aprendizagem mais mão na massa”.

Em 2018, o município recebeu a visita de dois pesquisadores do MIT Media Lab (Laboratório de Mídias do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos) e também enviou seis professoras à 1ª Conferência Brasileira de Aprendizagem Criativa, em Curitiba, no Paraná.

Desde janeiro de 2017, São Bernardo passou a oferecer estímulos ao ensino criativo e forneceu apoio aos projetos desenvolvidos pela rede. Para o prefeito Orlando Morando, o uso de tecnologia no ensino já colhe resultados expressivos. “Fico muito feliz ao constatar que São Bernardo aparece cada vez mais como uma referência na área de aprendizagem criativa, ainda mais quando recebemos nos nossos espaços profissionais de uma entidade prestigiada como o MIT. Na nossa rede, há ensino de qualidade, que é auxiliado por ferramentas tecnológicas que ampliam o horizonte das nossas crianças”, comentou.

Além da aprendizagem criativa, o Programa Educar Mais também oferece aos estudantes diversas possibilidades de aprendizagem, pois além das disciplinas da Base Nacional Comum são ofertadas atividades complementares para enriquecimento curricular.

Elas são organizadas pela escola conforme as necessidades de aprendizagens dos alunos e podem ser de diferentes campos do conhecimento, como, por exemplo: educação ambiental, linguagens artísticas, jogos de tabuleiro, grupos de estudos, iniciação científica, cultura do movimento, entre outras.

Fonte: Portal da Educação de São Bernardo do Campo | http://www.educacao.saobernardo.sp.gov.br/

Postado por: ABIME | www.abime.com.br

Related posts

ONG luta para manter escolarização de crianças e jovens com câncer

Carolina Sab

Transformando lixo em currículo: conheça a brasileira indicada ao “Nobel da Educação”

Carolina Sab

Alunos do IFRO criam protótipo de roupa para segurança de ciclistas

Carolina Sab

Deixe um comentário