28 de outubro de 2020
Abime
Inovação Gestão Escolar

O que esperar da educação no futuro?

O que esperar da educação no futuro?

Fonte: Portabilis

A tecnologia está dominando o ambiente escolar e muitos especialistas em educação afirmam que em poucos anos o ensino será personalizado e os professores precisarão estar preparados para essa evolução. Ensinar através de livros didáticos não é mais atrativo.

Os alunos dessa geração exigem criatividade nas atividades realizadas em sala de aula, atividades essas que precisam estar ligadas à tecnologia, por meio de aplicativos, dispositivos móveis, entre outros.

Precisa-se compreender que ensinar conteúdos aos quais os alunos possuem facilmente acesso na internet não será eficaz. É preciso fazer reflexões e levar o conhecimento para a prática. Portanto, nada melhor do que usar a tecnologia a seu favor para uma melhor educação no futuro!

Em pouco tempo, o aluno será o centro e não mais o professor. Os avanços tecnológicos farão parte da educação, as plataformas online serão lugares de encontros dos alunos com professores e pais e o professor passará a ser um mediador do processo de aprendizagem do aluno.

Veja essas 5 dicas para ajudar você, professor, nesse processo de mudança:

1. Introduza a tecnologia em suas aulas

Deixe seus alunos serem protagonistas e aprenderem de forma autônoma. Use o que faz parte da vida deles, como os tablets, dispositivos móveis, notebooks, jogos, enfim, aparelhos que estão sempre presentes no dia a dia desses alunos.

Faça sua aula ser realidade na vida deles. Aquele modelo tradicional de ensino que utiliza um livro didático e que o professor fica o tempo todo falando e o aluno ouvindo não faz mais parte da educação escolar.

O papel do professor é incentivar, estimular e refletir sobre determinado conteúdo e fazer isso de modo prático, utilizando metodologias inovadoras, resultando em melhores resultados na aprendizagem do aluno.

2. Esteja em constante atualização

O futuro apresentará muitas oportunidades para os professores que continuarem estudando. Estamos vivendo em um momento em que estudar é necessário. A chegada de tanta tecnologia exige que o professor esteja preparado para ensinar.

Não adianta levar tanta tecnologia para suas aulas se não souber utilizá-las, portanto é essencial que o profissional continue se aperfeiçoando e buscando aprender as novidades.

Muitos professores lecionam em várias escolas, possuem muitas tarefas para casa, têm famílias e acabam ficando sem tempo para se dedicarem aos estudos; no entanto, atualmente há muitas opções como a presença dos cursos a distância, cursos semipresenciais, vídeos que possuem metodologias de ensino eficientes, ou seja, estudar em casa ou aos sábados acaba facilitando a vida de quem tem uma rotina corrida.

Adaptar-se às novas possibilidades de ensino é essencial, caso contrário não haverá espaço no mercado de trabalho!

3. Mude a forma de avaliar seu aluno

A prova, no formato de perguntas e respostas, está sendo cada vez mais ineficaz no aprendizado do aluno.

Por quê? Pelo simples fato de o estudante apenas decorar o conteúdo para o dia da prova, e após o término, esquecer-se dele. É uma forma de avaliação que não prova se ele realmente aprendeu a matéria.

O melhor método é avaliá-lo na prática. Os alunos precisam ser autores, produzir um projeto utilizando o que aprenderam, como por exemplo, escrever um blog, gravar um vídeo, fazer um debate com seus colegas via internet, entre outras possibilidades que o mundo virtual oferece.

A tecnologia diminuirá o tempo que o professor gasta para corrigir provas e trabalhos. Assim, esse tempo poderá ser utilizado na preparação das aulas.

4. Use as redes sociais a seu favor e revolucione a educação no futuro

As redes sociais fazem parte do dia a dia dos estudantes, portanto utilize essa ferramenta para melhorar a comunicação entre eles em sala de aula. Utilize o Facebooko Twitter, o WhatsApp e outros aplicativos para inovar na forma de ensinar.

Crie um grupo online de estudo para que a turma faça debates sobre temas estudados em sala de aula. Motive seus alunos e faça a aula sair do ambiente escolar.

Dica: pedir aos alunos que escrevam um blog é uma ótima forma de praticar a escrita. Deixe um aluno por dia com a responsabilidade de atualizar a página, assim eles aprenderão também a ter compromisso com os estudos.

Lembre-se: a participação dos alunos via internet, fazendo comentários e questionamentos, ajuda na integração daqueles que possuem mais dificuldade de aprender.

5. Leve seu planejamento de ensino para o ambiente virtual

Os avanços na tecnologia devem ser vistos como ajuda e como algo que veio para realizar mudanças positivas. Algumas barreiras impedem alguns professores de encarar as inovações como algo que é bom e que veio para ficar, como o desconhecimento.

É preciso se capacitar e aprender a usar a tecnologia para que ela seja eficaz e vista com bons olhos.

A maioria dos professores possui tarefas intermináveis ao chegar em casa, após um longo dia de trabalho, como planejar aulas, corrigir tarefas, trabalhos, redações, provas, fazer um levantamento das notas dos alunos e organizar tantos papéis. E, hoje em dia, com tanta tecnologia não é preciso se desgastar a esse ponto com as facilidades que existem na internet.

Portanto, crie seu ambiente virtual e pare de se preocupar. Nele, você poderá se reunir sempre com a direção e com pais de alunos. Poderá também ter mais tempo para planejar suas aulas, acessar o planejamento da sua escola, evitar carregar tantos documentos e ver os históricos de suas aulas. Existem softwares que oferecem recursos para aumentar a eficiência no ensino.

A educação no futuro vai preparar os estudantes para a vida. As salas de aulas terão funções diferentes das de hoje, pois terão como objetivo a prática. A meta maior da educação será fazer com que os estudantes desenvolvam um pensamento crítico e voltado para a realidade.

A tecnologia ajudará cada vez mais no processo de aprendizado dos alunos e caberá aos professores conduzirem de forma eficiente essa mudança. Para isso, eles precisam se capacitar e estar em um constante processo de aprendizagem para conduzir os alunos da melhor maneira possível e garantir um ensino de qualidade para as futuras gerações.

Gostou das dicas? Tem alguma crítica ou solução? Compartilhe em suas redes sociais para que seus amigos também possam ter consciência dessas mudanças na educação.

Fonte: Portabilis
Postado por ABIME

Related posts

Inep lança catálogo online das escolas de educação básica do país

Carolina Sab

Conheça cursos que incentivam educadores a inovar na escola

Carolina Sab

Maioria dos brasileiros afirma que escola inclusiva melhora educação

Carolina Sab

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.