7 de abril de 2020
Abime
Projetos Inovação Notícias

Educação do Sesi e Senai vai incluir conhecimento socioemocional

O Sesi e o Senai de Santa Catarina, entidades da Federação das Indústrias do Estado (Fiesc), vão oferecer educação integral para estudantes com foco não só no ensino técnico, mas também no desenvolvimento socioemocional. Para aprimorar o conhecimento dos professores visando esse objetivo, o diretor de Educação e Tecnologia da Fiesc, Fabrizio Machado Pereira, assinou um protocolo de intenções com o diretor de Desenvolvimento Global do Instituto Ayrton Senna (IAS), Emilio Muraro. O projeto visa formar professores e multiplicadores.

A valorização do docente é uma das bandeiras da FIESC, que busca reconhecer para atrair e reter talentos, além de estabelecer um programa robusto de desenvolvimento dos docentes, focado em competências voltadas para as principais áreas de oferta de educação da rede SesESI e Senai – explica Fabrizio Pereira.

O objetivo da iniciativa é não limitar a educação fundamental, técnica, superior ou de pós-graduação apenas ao conhecimento científico. A intenção é ajudar a desenvolver habilidades para o trabalho em equipe e difundir mais a questão ética.

A importância que nós enxergamos nessa iniciativa é a formação de um cidadão completo, de uma educação integral, que vai olhar esse jovem em todas as suas dimensões, não somente cognitiva, mas também social, emocional e ética para que a gente tenha, de fato, cidadãos mais preparados para os desafios do século 21- acentua o diretor do IAS, Emilio Munaro.

Empresas de tecnologia de Santa Catarina muitas vezes relatam que contratam excelentes técnicos, mas eles têm dificuldades em trabalhar em equipe ou constituir equipes para desenvolver projetos em conjunto. Essa iniciativa das entidades da Fiesc, assinada sexta-feira (21/02) pode dar importante contribuição para avanço nesse sentido.

Fonte: NSC Total

Postado por Abime | www.abime.com.br

Related posts

Erros para evitar na hora de colocar em prática um projeto de transformação da escola

Carolina Sab

Escolas de São Paulo são convidadas a participar de desafio ambiental da ONU

Carolina Sab

Brasileira de 18 anos fica em 1º lugar na principal feira de ciências do mundo e terá asteroide com seu nome

Carolina Sab

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.