17 de janeiro de 2021
Abime
Sala de Aula

Professor de matemática descobre talentos e muda histórias de vida no Rio de Janeiro

Os 25 anos de sala de aula deixam claro que Luiz Felipe Lins tomou a decisão certa. O carioca, professor de matemática, viu na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) uma oportunidade para descobrir talentos. O resultado são mais de 400 alunos premiados com medalhas ou menções honrosas na competição desde 2007.

Luiz Felipe Lins leciona para 300 estudantes no estado do Rio de Janeiro. A Escola Municipal Francis Hime, no bairro da Taquara, é onde os alunos têm o prazer de aprender a temida matemática usando o raciocínio lógico. Para alcançar os resultados positivos, o professor foi além. Passou a oferecer preparação específica para a Olimpíada aos sábados.

“A maioria das ações para crianças carentes são nas áreas de esporte e artes e isso é muito válido, mas meu sonho era descobrir outros talentos para que as crianças não ficassem predestinadas […] Conseguimos dois ouros no ano passado e eu até chorei com esse resultado porque é muito difícil, mas as crianças se superam e alcançam coisas que nem nós imaginamos”, disse. Em 2019, os encontros reuniram um total de 120 estudantes interessados em estudar e resolver os desafios propostos pela Obmep.

As conquistas não se resumem apenas à competição. Com orgulho, Luiz Felipe contou como a matemática transforma vidas. “Essa semana vou para a formatura do aluno Marlon Carvalho, que participou da Obmep e está se formando em Matemática Aplicada pela Fundação Getúlio Vargas”, relatou. O ex-aluno foi quatro vezes medalhista na Olimpíada e recebeu prêmios em diversas competições matemáticas. Seu desempenho lhe garantiu bolsas de estudo no ensino médio e a opção de escolher por instituições de ensino superior.

O professor lembrou que não escolheu a matemática pela emoção. “Queria ser professor, mas não sabia em qual área. Sabia que tinha muitos empregos na matemática. Não era apaixonado pela matemática, mas pela educação”, relatou.

O docente afirma que não deseja que seus ex-alunos sejam matemáticos. Para ele, o importante é despertar a capacidade de resolver problemas. “A Obmep é um pretexto para motivar a garotada”, disse. Quando perguntado sobre o que a matemática representa em sua vida, o professor sintetizou: “uma oportunidade de transformar vidas”.

Obmep 2020 – As inscrições para a 16ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) 2020 estão abertas e seguem até 20 de março. Criada em 2005, a Obmep tem o objetivo de estimular o estudo da matemática, identificar jovens talentos na área e contribuir para a melhoria da educação básica. A competição é destinada a estudantes do 6º ano do ensino fundamental a 3ª série do ensino médio.

 

Fonte: Portal MEC

Postado por Abime | www.abime.com.br

Related posts

Acessibilidade para autistas em escolas é destaque do Rede Escola

Carolina Sab

Alunos de Brasília participam de olimpíada de matemática no Japão

Carolina Sab

Cursos de graduação podem ofertar até 40% de aulas a distância

Carolina Sab

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.