25 de fevereiro de 2021
Abime
Notícias

Professora Ana Beatriz de Oliveira toma posse como reitora da UFSCar no Ministério da Educação

Abime-reitora-da-ufscar

Segunda na lista tríplice, docente do departamento de fisioterapia foi nomeada pelo Presidente Jair Bolsonaro no dia 15 de janeiro. Cerimônia de posse ocorreu em Brasília.

A professora Ana Beatriz de Oliveira foi empossada como nova reitora da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), nesta quarta-feira (20), na sede do Ministério da Educação (MEC), em Brasília (DF). “Bia”, como é conhecida pela comunidade acadêmica, foi nomeada por Bolsonaro no último dia 15.

Ela é integrante da chapa que venceu a consulta eleitoral realizada na universidade, porém, não era candidata à reitora e sim a pró-reitora de extensão.

O nome da professora era o segundo da lista tríplice que foi enviada ao MEC. O primeiro, era o professor Adilson Jesus de Oliveira. Por ser uma universidade federal, a Constituição prevê que o Presidente da República escolha o nome de quem vai ocupar o cargo.

A cerimônia de posse contou com a presença do Ministro da Educação, Milton Ribeiro, que destacou a importância do ensino superior público para o país. Além da UFSCar, também foram empossados os novos reitores da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) e da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

Em uma publicação na rede social, a reitora empossada escreveu que “a UFSCar perde a oportunidade de ter um homem grandioso à sua frente e agradeceu o apoio do professor Adilson Jesus de Oliveira“.

O texto ainda diz que ela estará à disposição da comunidade acadêmica para representá-lo pelo tempo que for necessário.

Perfil

Graduada (2003) e Doutora (2008) em fisioterapia pela UFSCar, com aprimoramento em Saúde e Segurança Ocupacional pelo Instituto Sueco de Vida no Trabalho (Arbetslivsinstitutet), Ana Beatriz de Olveira é professora do Departamento de Fisioterapia da UFSCar desde 2009 (sendo hoje Professora Associada II) e do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia da UFSCar desde 2011.

Ela atua na área de fisioterapia preventiva/ergonomia e estudo do movimento. Publicou 67 artigos científicos e quatro capítulos de livros. Coordena o grupo de pesquisa Cinesiologia Clínica e Ocupacional desde 2011.

Foi chefe (2011-2012) e vice-chefe (2013, 2020) do Departamento de Fisioterapia da UFSCar, Diretora do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da UFSCar (2014-2018), Vice-Coordenadora Pró-Tempore do Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia da UFSCar (2019) e participou como membro titular de diversos conselhos superiores da UFSCar desde 2011.

Ana Beatriz de Oliveira é a nova reitora da UFSCar — Foto: Juntos pela UFSCar

Ana Beatriz de Oliveira é a nova reitora da UFSCar — Foto: Juntos pela UFSCar

Anulação do 1º Colégio Eleitoral

 

A 2ª Vara Federal de São Carlos havia suspendido temporariamente, por meio de uma liminar, a lista tríplice elaborada para a escolha do novo reitor da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), adiando a nomeação de uma nova gestão para os quatro campi da universidade.

A decisão foi tomada em ação ajuizada pelos docentes Fernando Manuel Araújo Moreira e Fernanda de Freitas Anibal que compunham a chapa 1, batizada como ‘Por uma UFSCar Notável’ e que foi a menos votada, com 9,37% dos votos.

Eles pediram que fosse determinada a nulidade da lista tríplices com reitor e vice-reitor, confeccionadas pelo Colégio Eleitoral da UFSCar em 1º de setembro de 2020 e que fossem compostas nova lista.

Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) — Foto: Fabio Rodrigues/G1

Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) — Foto: Fabio Rodrigues/G1

A UFSCar divulgou, no início de setembro o resultado da pesquisa eleitoral (como é chamada a eleição) para a reitoria, na qual foi escolhida com 66,66% dos votos, a chapa 2 – representada pelo docente do departamento de Física, Adilson Jesus Aparecido de Oliveira, e chamada por ‘Juntos pela UFSCar’.

De acordo com o regulamento, essa eleição não decide quem será o reitor da universidade e, após a homologação do resultado, o colégio eleitoral da UFSCar deve elaborar a lista tríplice para ser apresentada ao presidente da República para que decida quem será o novo reitor.

Tradicionalmente, na UFSCar, as chapas perdedoras na pesquisa eleitoral não apresentam seus nomes – embora tenham esse direito – para a formação da lista, que acaba sendo compostas apenas por nomes dos membros da chapa vencedora, como forma de garantir que a vontade da comunidade universitária seja respeitada.

Outro ponto abordado na decisão é que no pleito deste ano não foi respeitado o peso de 70% para a manifestação do pessoal docente em relação às demais categorias e a votação foi paritária, atribuindo peso igual para docentes, discentes e servidores técnicos-administrativos.

Abime-reitora-da-ufscar

Fonte: G1

Postado por Abime

Related posts

Inscrições para Enem PPL 2020 serão abertas em 30 de novembro; veja calendário

julio_bessa

Quarentena: Grupo Santillana lança plataforma para famílias e educadores com formações e entretenimento educativo gratuitos

julio_bessa

Escolas já se preparam para a volta

julio_bessa

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.