6 de dezembro de 2021
Abime
Notícias

ABC paulista diverge sobre volta obrigatória dos estudantes a partir do dia 18

Abime-abc-paulista-diverge-volta-obrigatoria

 As sete cidades do ABC paulista divergem sobre a retomada obrigatória dos estudantes às aulas presenciais já a partir da próxima segunda-feira (18), contrariando o governo estadual.

Na última quarta-feira (13), o governador João Doria (PSDB) anunciou a volta presencial obrigatória de 100% dos alunos da rede pública estadual de ensino. Um dia após o anúncio de Doria, o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), afirmou que, ao contrário das escolas do governo do estado, os pais podem optar por manter seus filhos em ensino remoto na rede municipal.

Em assembleia realizada nesta sexta, o Consórcio Intermunicipal Grande ABC Paulista, que reúne os prefeitos do bloco regional, decidiu que cada município terá calendário próprio de retorno das atividades escolares.

A cidade do ABC Paulista São Bernardo do Campo seguirá as regras estabelecidas pelo governo estadual. Já na vizinha Santo André, a prefeitura informou que o escalonamento das aulas presenciais poderá ser feito apenas se a capacidade física das aulas de aula não respeitar o limite mínimo de um metro de distância entre os alunos. Nestes casos, as escolas continuarão a ofertar atividades presenciais e não presenciais.

Diadema informou que retomará 100% das aulas a partir do dia 25 de outubro, mesmo assim, facultativo. A administração municipal também escalonou os horários de aulas, que difere para cada etapa do ensino municipal. Para aqueles pais que optarem por não levar seus filhos à escola, será oferecido um plantão de duas horas para tirar dúvidas dos estudantes.

A autorização para retorno de 100% dos alunos já vigora em São Caetano do Sul. Por lá, não há data para vigência da obrigatoriedade do retorno e o ensino remoto será mantido por enquanto.

Mauá informou que até o final deste mês de outubro continuará recebendo apenas 25% dos alunos em sala de aula. A partir do dia 3 de novembro, o limite sobe para 50%. Ainda não há previsão de quando todos os alunos poderão voltar, e nem quando a presença será obrigatória.

Ribeirão Pires determinou que somente no dia 3 de novembro estabelecerá a obrigatoriedade para que todos os alunos retorno de forma presencial.

Desde o dia 4 deste mês, Rio Grande da Serra retomou as aulas em esquema de revezamento, que perdurará até o final deste ano. As crianças de até quatro anos de idade são atendidas às segundas e quartas-feiras, já aquelas de cinco anos, às terças e quintas-feiras. A alfabetização de jovens e adultos ocorre às segundas e quartas-feiras, e os bebês de zero a três anos de idade, permanecem com atendimento escolar online.

Fonte: FOLHA

Publicado por Abime

Related posts

Novo Fundeb: Câmara aprova urgência e acelera tramitação de regulamentação

julio_bessa

Unicamp terá retorno gUnicamp terá retorno gradual das aulas presenciais no ritmo da vacinação dos alunos no 2º semestre, diz reitorradual das aulas presenciais no ritmo da vacinação dos alunos no 2º semestre, diz reitor

julio_bessa

Sem aula, escolas municipais viram centros solidários em São Paulo

julio_bessa

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.