21 de janeiro de 2022
Abime
Gestão Escolar Notícias Sala de Aula

Novo ensino médio: saiba quais mudanças passam a valer em 2022

Abime-novo-ensino-medio-mudancas-em-2022

Ano letivo maior, novo currículo e formação técnica são algumas das mudanças que tanto escolas públicas quanto privadas terão que adotar, mas implementação será gradual.

Os alunos que ingressarem no ensino médio a partir deste ano vão se deparar com uma novidade. O novo ensino médio, aprovado numa lei de 2017, passa a valer a partir deste ano letivo e vai mudar gradativamente o ensino em escolas públicas e privadas de todo o país.

Entre outros pontos, o novo formato prevê o aumento de horas letivas anuais, uma mudança na grade curricular e até no objetivo do próprio ensino médio.

O que antes poderia ser visto como uma preparação para o ensino superior vai passar a ter um olhar voltado ao mercado de trabalho. Isso porque a etapa de ensino será integrada a cursos técnicos que farão o aluno deixar o ensino médio com um diploma de uma área específica.

Nesta reportagem, você vai ver:

  • Como ficará a carga horária
  • O que muda na grade curricular do novo ensino médio
  • O que são os itinerários formativos

 

A carga horária vai aumentar

 

Todas as escolas públicas e privadas terão que expandir o tempo dedicado ao ensino médio já a partir deste ano. O tempo de aula que era de, em média, 4 horas por dia, passará a 5 horas por dia. Com isso, no final do ano, o aluno terá cumprido mil horas letivas anuais, um aumento de 200 horas em comparação com o modelo anterior.

Até 2024, quando a primeira turma do novo ensino médio deverá estar concluindo a fase de ensino, os alunos terão cumprido 3 mil horas letivas.

A lei não determina, no entanto, se o cumprimento da carga horária vai ser presencial ou à distância, mas a legislação permite que 30% do ensino médio noturno e 20% do diurno seja ministrado remotamente.

No entanto, passar mais tempo na escola não vai ser uma novidade. De acordo com o Censo da Educação Básica, do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 10,8% das matrículas de ensino médio em 2019 foram registradas em instituições de tempo integral.

Fonte: g1

Publicado por Abime

Related posts

Programa de Estágio no Japão seleciona professores da rede

julio_bessa

Fuvest abre inscrições para vestibular 2022

julio_bessa

Saiba como participar da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas

julio_bessa

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.